• Facebook Page: 141150569282013
  • Twitter: ifscchapeco

Guia de Cursos

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Home
Graduação em Engenharia de Controle e Automação conquista conceito como uma das melhores do país PDF Imprimir E-mail
Qua, 10 de Outubro de 2018 15:44

O Câmpus Chapecó do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) recebeu o resultado do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), nesta terça-feira (09). A partir deste indicador, a graduação em Engenharia de Controle e Automação ficou em 3º lugar entre os Institutos Federais de todo o Brasil e 12º entre todos os cursos de Engenharia de Controle e Automação e Mecatrônica nacionais.


A graduação do IFSC destaca-se ainda mais quando leva-se em consideração o número mínimo de dez estudantes que realizaram a prova do Enade. Neste caso, o Câmpus Chapecó sobe para a 8ª colocação nacional e à 2ª posição entre os IF's. "Este indicador de qualidade avaliou os cursos por intermédio do desempenho dos estudantes. E ele nos mostrou que estamos a frente inclusive de universidades centenárias. Considerando que o nosso câmpus possui 12 anos e o curso de Engenharia tem oito anos em Chapecó, o resultado nos indica que estamos no caminho da excelência", afirma o coordenador do curso, Leandro Chies.


Formado na primeira turma, atualmente Lucas Frizon é empresário na área e professor temporário no câmpus que o formou, lecionando nas disciplinas de Acionamentos e comandos elétricos e Instrumentação. "O curso me agregou muito conhecimento técnico e pessoal e agora estou capacitado para dar aulas e gerenciar empresas, trabalhar com automação e energias renováveis", destaca.


O ex-aluno e atual professor ainda destaca que o curso mudou muito seu jeito de pensar: "a cada matéria que passávamos, desenvolvíamos habilidades, sejam elas motoras ou cognitivas, aprendendo a resolver desafios cada vez mais complexos, com variáveis técnicas e pessoais". Conheça um dos projetos do curso na matéria da IFSC TV.


Outros números também marcaram fatos importantes para o curso, já que a primeira engenheira formada nos 22 câmpus do IFSC saiu desta graduação. Pricila Cerezolli formou-se em 2016 e atualmente dedica-se ao mestrado em Engenharia Elétrica, na área de Sistemas de Energia, na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

 

Antes disso, foi funcionária em uma empresa de prospecção eólica, onde iniciou como estagiária a partir de um contato feito pelo IFSC. A ex-aluna também foi professora temporária no Câmpus Chapecó e tutora EAD em curso profissionalizante. "Hoje, atuando profissionalmente, é gratificante ver como outras instituições e empresas valorizam os profissionais formados nesta Instituição", afirma.


Pricila também relata que teve a chance de vivenciar profissionalmente diversas áreas "graças às oportunidades que o IFSC e o curso de Engenharia de Controle e Automação me proporcionaram ao longo da graduação, como bolsas de pesquisa, intercâmbios, e com o excelente corpo docente".

 

Conceito final


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou os resultados do Enade e dois dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior que dele derivam: o Conceito Enade e o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado (IDD).


Levando todos os indicadores em consideração, o curso de Engenharia de Controle e Automação ficou com nota 4, de um máximo de 5 pontos. A graduação é ofertada no Câmpus Chapecó, tem duração de cinco anos, e o ingresso é através do SISU. Entre os objetivos do curso está o de capacitar profissionais com domínio das tecnologias de sistemas de controle automático, manufatura inteligente e robótica industrial. Leia mais aqui.



Outros câmpus do IFSC


O curso superior de Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação e o de Engenharia Civil, ambos do Câmpus Florianópolis, são os que apresentam o conceito 5, com IDD 3 e 5, respectivamente. Física Licenciatura, dos Câmpus Araranguá e Jaraguá do Sul; Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, do Câmpus Gaspar; Engenharia Elétrica, do Câmpus Florianópolis; Engenharia de Controle e Automação, do Câmpus Chapecó, receberam o conceito 4, com Indicadores de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado que variam de 3 a 5. No Câmpus Florianópolis, o curso de Engenharia Mecatrônica está avaliado com nota 3, enquanto que as graduações em Engenharia de Telecomunicações e em Química Licenciatura, ambos do Câmpus São José, aparecem com conceito 2.


O Conceito Enade avalia os cursos de graduação a partir dos resultados obtidos pelos estudantes no Enade. O Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD) mede o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes, considerando seus desempenhos no Enade e suas características de desenvolvimento ao ingressar no curso de graduação avaliado. Porém, ambos fazem referência à qualidade da educação superior, calculados anualmente pelo Inep.


Em novembro, o Inep divulgará outros dois indicadores: o Conceito Preliminar de Curso (CPC) e o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC). Esses dois, também derivados dos resultados do Enade e de outros insumos, ditam a regulação dos cursos e nas IES exercida pelo MEC.


Em 2017, foram avaliados os estudantes das seguintes áreas: bacharel nas áreas de Arquitetura e Urbanismo; Engenharia Ambiental; Engenharia Civil; Engenharia de Alimentos; Engenharia de Computação; Engenharia de Controle e Automação; Engenharia de Produção; Engenharia Elétrica; Engenharia Florestal; Engenharia Mecânica; Engenharia Química; Engenharia; e Sistema de Informação. Concluintes de bacharelado ou licenciatura em Ciência da Computação; Ciências Biológicas; Ciências Sociais; Filosofia; Física; Geografia; História; Letras - Português; Matemática; e Química também realizaram o Exame, assim como os de licenciatura em Artes Visuais; Educação Física; Letras - Português e Espanhol; Letras - Português e Inglês; Letras - Inglês; Música; e Pedagogia, bem como os de tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; Gestão da Produção Industrial; Redes de Computadores; e Gestão da Tecnologia da Informação.


Enade


Previsto na lei que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), de 2004, o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) avalia o desempenho dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos que se propõem a ensinar e as habilidades e as competências desenvolvidas pelo estudante durante sua formação. O exame é obrigatório: apenas o concluinte que responder ao Questionário do Estudante e realizar a prova pode colar grau.


Saiba mais sobre os cursos do IFSC.


---

Por Rafaela Menin | Jornalista IFSC e Coordenadoria de Jornalismo do IFSC

 

Acesso Intranet

Usuário:
Senha:
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.